PARE!!! OLHE !!! ESCUTE

PAREOLHESIGA

Este alerta próprio dos cruzamentos entre linhas férreas e rodovias serve muito de reflexão. Hoje sobre a ótica da administração de nossos conflitos.

Quando estamos prestes a cruzar uma ferrovia temos medo de ultrapassar e seguir nosso caminho já que o trem de ferro é de fato um perigo que pode colocar nossa vida em risco. Assim sendo a prudência nos é melhor companheira e dela nunca nos afastamos nestes momentos. Temos os trilhos a observar já que nalgumas vezes podem ser danosos a suspensão dos veículos. Um impacto com a gigantesca máquina férrea é um temor; e quando escutamos o tradicional som dos potentíssimos motores, logo paramos! Sabemos que um trem de ferro obedece muito as leis da inércia e mantem seu curso independentemente do que se encontre a sua frente. Esticamos o pescoço sobre o volante e cautelosamente avançamos.

Nos conflitos pessoais do nosso dia-a-dia temos de agir de igual forma:

PARE: se as coisas se complicaram, significa que nossas atitudes não tem sido das melhores. Suspenda suas atividades naquilo que está se tornando conflituoso. Evite tomar atitudes. Cancele seus esforços na situação para que não se complique mais. Resista nas tentativas de consertar aquilo que está a beira do abismo do fracasso. Fique inerte por um tempo. Não reaja a ataques. No máximo singelas e discretas defesas.

Exemplo: alguém lhe cobra uma dívida que já está paga. E ainda o faz em público, na frente de amigos. PARE! Não ouse dar vazão a seus instintos e massacrar este imbecil que lhe faz passar esta vergonha.

OLHE: veja o que está a sua volta. Estude os atos então praticados. Veja outros que agiram de forma igual em semelhante situação e o resultado de seus atos. Pense no que você poderá fazer. Analise as alternativas menos danosas para você e mesmo para os demais. Estude as consequências de eventuais atitudes domadas por você. Calcule de forma racional cada ato.

Continuando o exemplo: pense que se você bater na pessoa, além da vergonha da cobrança pode ser processado criminalmente. Pense que atitude importante pode tomar para demonstrar ser uma pessoa racional e equilibrada perante as demais pessoas que lhe cercam. Analise a dívida cobrada: onde estão os recibos; a quem de fato devia; o que pode ter levado o cobrador a novamente fazer a reclamação da dívida.

ESCUTE: o que estas pessoas dizem? Dizem no calor de um debate? Estão serenos ou nervosos? É possível argumentar de forma tranquila? Escute mais a sua consciência! O que seu íntimo lhe diz para agir de forma adequada a não lhe dar maiores dissabores? Escute conselhos de pessoas mais experientes. Ouça um bom amigo que nunca se envolveu em problemas, ou se envolvido saiu-se de forma honrada.

Continuando o exemplo já continuado: peça um instante ao cobrador e diga a um amigo próximo que a dívida já está paga e que você não está com o recibo no momento. Ele de certo lhe aconselhará a argumentar serenamente com o cobrador. Questione de forma tranquila ao cobrador se ele não se lembra de ter recebido. Deixe que ele fale a vontade e ouça seus argumentos. Num determinado momento ele mesmo pode lembrar que a dívida já fora paga.

Pois bem… depois de verificar a linha do trem de ferro e vermos que podemos ultrapassa-la sem  maiores perigos temos a imagem do sinal verde em nossa mente. E assim sendo tomamos a mais ponderada medida:

SIGA!!! Em segurança, sem atropelos e sem conflitos. Mesmo que tome uns arranques em função da linha férrea, você ultrapassa e segue a vida! Sem maiores aflições, sem perigos.

Finalizando o exemplo: mesmo (intimamente) sem reconhecer que deve, convide o cobrador e mais um amigo para ir a sua casa na promessa do pagamento! Chegando lá, de forma educada e ponderada como quem atravessa os trilhos da estrada de ferro apresente o recibo! Articule que o pequeno deslize não afetará a relação entre vocês. Relembre o dia do pagamento.

É vida que segue sem conflitos. Se o cobrador é um trem de ferro na brutalidade e truculência, sejamos ponderados: parando, olhando e escutando. Assim vencemos o perigo e saímos do outro lado sem nenhum arranhão.

 

2 thoughts on “PARE!!! OLHE !!! ESCUTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *