“O POVO NÃO VOTA NA GRATIDÃO, O POVO VOTA NA ESPERANÇA”

“O POVO NÃO VOTA NA GRATIDÃO, O POVO VOTA NA ESPERANÇA”

Antônio Júlio de Faria

Quatro anos passados eu escrevi uma coluna analisando os eleitos vereadores e prefeito naquelas eleições. Retorno com minhas impressões titulando esta coluna com a frase do candidato derrotado, eis que entendo ser a real expressão e resumo do fenômeno ocorrido aqui em Pará de Minas. A ESPERANÇA é a vencedora nas eleições de Pará de Minas. Ao lado da Esperança, a REVOLTA caminhou, basta ver os votos brancos e nulos.

Mas não se diga que houve REFORMA na cadeira executiva, já que apenas trocamos o grupo político de Antônio Júlio pelo de Inácio Franco. Reforma não houve. A esperança é depositada em mãos que podem confiar e das quais já conhecemos de outras administrações. A esperança foi aliada a SEGURANÇA, os demais candidatos ainda não se mostraram capazes da revolução necessária.

Vamos aos nomes:

ELIAS DINIZ: Novato?! Não. Tem a seu lado grandes nomes da velha guarda política de Pará de Minas e vai conseguir trilhar um caminho sem muitos tropeços. Primeiro desafio é a transição, depois focar nas promessas de campanha. Temos uma tradição de reeleger prefeitos que foi alterada agora. Desejo a Elias uma excelente administração para eventual reeleição. Elias é ambicioso e isto é excelente qualidade.

Na Câmara a reforma foi significativa. Os velhos caciques poderão dominar os novos nomes e carregá-los no cabresto. Os que se revoltarem podem ser apagados sem apoio da velha guarda política. Para sobreviver os novatos terão de bailar entre ouvir os velhos e agir de forma independente. Ousei atribuir três critérios para avaliação dos eleitos. Expectativa que deposito em cada um deles; potencial intelectivo para fazer bons projetos e saber lidar com situações que exigem saber acadêmico; independência relativamente às más influências e capacidade de realizar o mandato de forma autônoma ouvindo quem deve ser ouvido, ou seja, o povo.

MARCÍLIO: na oposição terá trabalho para manter-se em evidência. Excelente oportunidade para pensar em abrir a sua caminhada para candidatar-se a prefeito no futuro. NOTAS: Expectativa: 8 / Potencial intelectivo: 9 / Independência: 10

DANIEL MELO: o assustado! Todos que se candidatam pensam que vão ter milhares de votos. Mas ele ainda deve estar recontando votos. Assume uma responsabilidade que penso terá dificuldades em cumprir. De plataforma única como defensor dos animais, é bom que pense em outras coisas úteis para apresentar e realizar senão será seu primeiro e último mandato. NOTAS: Expectativa: 2 / Potencial intelectivo: 1 / Independência: 2

RODRIGO VARELA: só quem trabalha certo e com afinco é reeleito. Será uma das poucas ‘cabeças pensantes’ da câmara. Varela é daqueles nomes que vão ficar marcados na cidade. Um dos poucos com ensino superior na câmara e estou sabendo que cursará Direito na FAPAM investindo na intelectualidade que falta na Câmara. NOTAS: Expectativa: 10 / Potencial intelectivo: 10 / Independência: 10

NILTINHO DO SÃO CRISTÓVÃO: tomara que não fique somente nas moções de aplausos e nomes de logradouros públicos. Fez uma campanha de plataforma básica, veremos se fará algo de útil. NOTAS: Expectativa: 6 / Potencial intelectivo: 6 / Independência: 4

LEANDRO ALVES: continuará seguindo as orientações do sangue paterno. DNA bom ele tem. NOTAS: Expectativa: 9 / Potencial intelectivo: 9 / Independência: 9

DILÉ DA MULTI SOM: um ar de esperança. O empresário poderá ser uma boa proposta na câmara para legislar algo de bom para o comércio de Pará de Minas. Tomara que faça boas alianças com a Associação Comercial. NOTAS: Expectativa: 9 / Potencial intelectivo: 7 / Independência: 7

MARCOS AURÉLIO: cacique. O decano da casa vai se sentir um professor para os novatos. Vai arrebanhar muitos novatos para seu lado. NOTAS: Expectativa: 10 / Potencial intelectivo: 10 / Independência: 10

  1. ÊNIO: o “Senhor dos Anéis”: médico (anel verde) e bacharel em Direito (anel vermelho), retorna a câmara. Trabalhador e polêmico. De formação acadêmica louvável, dos novatos, o único que leva uma experiência de vida para a câmara. NOTAS: Expectativa: 10 / Potencial intelectivo: 10 / Independência: 9

RODRIGO: incógnita. Confesso nem imaginar o que poderá este vereador realizar. Mas pode ser uma surpresa boa. NOTAS: Expectativa: 7 / Potencial intelectivo: 7  Independência: 5

CARLINHOS DA TELEFÔNICA: mais um cacique para competir com Marcos Aurélio as rédeas para colocar nos novatinhos que chegaram. NOTAS: Expectativa: 9 / Potencial intelectivo: 8 / Independência: 9

MÁRCIO LARA: polêmico e guerreador. Combativo em suas convicções é um destemido. Vamos ver até onde suas garras afiadas na vida social terão coragem de cortar na condição de político. Que este leão não se torne gatinho na Câmara. Este vai dar o que falar. NOTAS: Expectativa: 8 / Potencial intelectivo: 8 / Independência: 8

MARCÃO: levou susto: quase não foi reeleito. Deve sacudir muito para manter-se. É hora de reavaliar o que tem feito e fazer melhor como político. Está ofuscado e deverá trabalhar muito para voltar a ter algum brilho. NOTAS: Expectativa: 7 / Potencial intelectivo: 8 / Independência: 8

TONINHO GLADSTONE: da ala intelectualizada. Tem histórico de vida louvável. Uma excelente aposta em trabalhos sérios. Espero que abandone questões partidárias e se filie aos poucos cérebros de seu nível que estão na Câmara. NOTAS: Expectativa: 9 / Potencial intelectivo: 10 / Independência: 9

CARLINHOS DO QUEIJO: melhor trocar este apelido. É bom que tenha um mentor por traz para que faça algo que preste na câmara. Entra apagado e tomara que não desapareça como aqueles a quem sucedeu. NOTAS: Expectativa: 2 / Potencial intelectivo: 4 / Independência: 2

MÁRIO DA MATINHA: outro que precisará de uma alma santa para lhe ajudar no exercício do mandato. Por si só pouco haverá de realizar. Única boa característica é ser professor. Que faça bom uso de seus dotes acadêmicos. NOTAS: Expectativa: 3 / Potencial intelectivo: 9 / Independência: 4

DÉ PEDREIRO: passou susto também. Quase não foi reeleito. Hora de repensar para se firmar. Bom será se começar a trabalhar com mais afinco. NOTAS: Expectativa: 6 / Potencial intelectivo: 2 / Independência: 7

MÁRCIO DO BAIRRO SÃO CRISTÓVÃO: futuro incerto. Jovem, se souber trabalhar pode até ser uma zebra que dê certo. NOTAS: Expectativa: 7 / Potencial intelectivo: 6 / Independência: 4

Afora minhas críticas desejo a todos um excelente mandato. Se desagradei, não se importe: você terá 4 anos para provar que estou errado. Não se esqueçam de suas promessas!

2 thoughts on ““O POVO NÃO VOTA NA GRATIDÃO, O POVO VOTA NA ESPERANÇA”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *