ConJur – Se assessorar casal, advogado não pode atuar em divórcio

Interessante seria ponderar a participação em sede de mediação!

O advogado, ao assessorar um casal em divórcio consensual, não poderá representar nenhum dos ex-cônjuges caso um deles queira rever uma das cláusulas do acordo na Justiça. O entendimento é da 7ª Turma Disciplinar do Tribunal de Ética da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil.

Fonte: ConJur – Se assessorar casal, advogado não pode atuar em divórcio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *