Regulamento do teatro

Trabalho Avaliativo

Para a segunda etapa 2015/1

Válido para as seguintes turmas

s Períodos (A e B) – Medicina Legal

s Períodos (A e B) – Direito Processual Civil II

7º Período – Prática Jurídica Simulada I

Apresentação teatral das seguintes obras:

  1. Dom Quixote de La Mancha – Miguel de Cervantes Saavedra – Editora Nova Cultural – tradução de Viscondes de Castilho e Azevedo
  2. Elogio da Loucura – Erasmo de Rotterdam – Editora Martin Claret – Tradução de Alex Marins
  3. Clara dos Anjos – Lima Barreto
  4. Canaã – Graça Aranha
  5. Iaiá Garcia – Machado de Assis

 

REGULAMENTO

  1. Este regulamento rege a atividade acadêmica pontuada relativa a segunda etapa de avaliações do segundo semestre de 2015 das disciplinas de Medicina Legal, Direito Processual Civil II e Prática Jurídica Simulada I do curso de Direito da Faculdade de Direito de Pará de Minas – FAPAM, lecionadas pelo professor Ronaldo Galvão.
  2. A presente atividade pretende ver desenvolvidas nos alunos as seguintes habilidades:
    1. Leitura dos clássicos, compreensão do texto indicado;
    2. Interpretação e aplicação do Direito e sua respectiva contextualização;
    3. Pesquisa e utilização da linguagem jurídica;
    4. Utilização de argumentação, persuasão e reflexão crítica;
    5. Capacidade de julgamento e tomada de decisões;
    6. Capacidade de interação em grupo;
    7. Utilização de tecnologias e métodos alternativos de compreensão e aplicação do Direito
    8. Compreensão adequada e interdisciplinar dos fenômenos políticos, sociais, econômicos, subjetivos e psicológicos, considerando-os na criação, interpretação e aplicação do direito;
    9. Capacidade de reflexão crítica e sensível, bem como capacidade de abstração metafórica;
    10. Compreensão e interrelacionamento dos fundamentos filosóficos, axiológicos e teóricos do Direito com sua aplicação prática.
  3. As turmas deverão apresentar uma peça teatral baseada em cada uma das obras acima apontadas conforme se indica:
    1. Iaiá Garcia à Terceiro Período A
    2. Clara dos Anjos à Terceiro Período B
    3. Dom Quixote de La Mancha à Quinto Período A
    4. Canaã à Quinto Período B
    5. Elogio da Loucura à Sétimo Período
    6. A escolha das obras para cada uma das turmas obedeceu o critério de evolução no curso de Direito conjugado com os temas de cada um dos livos.
  4. As peças teatrais deverão retratar o mais rigorosamente possível a obra eleita, sendo possíveis as licenças poéticas próprias da arte.
  5. Recomenda-se para as obras estrangeiras fazer utilização da indicação de editora e tradutor conforme exposto acima.
  6. O estilo de apresentação artístico-teatral é livre.
  7. Cada apresentação poderá ter meia hora (30 minutos) de duração com tolerância de 10 minutos para mais ou para menos.
  8. Serão distribuídos 15 pontos para cada uma das apresentações para a nota que compõe os resultados da segunda etapa de avaliação de cada uma das disciplinas lecionadas pelo professor Ronaldo Galvão, aplicadas em cada uma das turmas.
  9. Cada turma deverá eleger um representante para que este seja o interlocutor do grupo para com o professor.
    1. As tratativas com o professor deverão ser dar por e-mail (ronaldo79171@gmail.com) a fim de não deixar perecer nenhum direito ou solicitação da turma e ainda, preservar o caráter oficial das informações.
    2. Caberá ao representante da turma dar publicidade as informações prestadas pelo professor.
  10. A avaliação consistirá nos seguintes itens pontuáveis:
    1. Apresentação artística;
    2. Apresentação jurídica;
    3. Organização;
    4. Pontualidade;
    5. Público.
  11. Cada um dos quesitos acima será avaliado em conjunto, sendo que a nota corresponderá aquela direcionada a toda a turma, inexistindo, pois avaliação individual, ressalvada a situação abaixo contemplada.
  12. Entende-se por “apresentação artística” a desenvoltura do grupo no palco, organização das coxias/bastidores, observância à ideia central do texto determinado, técnica teatral empregada e assimilação da obra pelo público;
  13. Entende-se por “apresentação jurídica” uma explanação a ser efetuada no folheto de recepção à peça.
    1. A apresentação jurídica deverá contextualizar a obra apresentada ao direito nacional vigente de forma técnica e acadêmica.
    2. Não se exige que a contextualização seja relativa às disciplinas lecionadas pelo professor Ronaldo Galvão, mas sim, devem compreender o Direito como um todo.
    3. O folheto com resumo desta apresentação para ser distribuído junto ao público presente.
      1. Constará deste folheto resumo da obra e o nome de todos os alunos da turma que participaram da atividade.
      2. O folheto deverá ser distribuído na entrada do teatro antes do início da peça.
    4. É livre a inserção de patrocínios, agradecimentos e apoios no folheto.
    5. Deverá ser inserida no folheto a inscrição de apoio cultural da FAPAM e Prefeitura Municipal de Pará de Minas com os respectivos logotipos.
    6. É facultada uma apresentação oral por não mais que 5 minutos antes da apresentação da peça.
  14. Pontuar-se-á por “organização” as atividades desempenhadas pelos alunos a título de ensaios e outras necessárias, a criação de roteiro e texto para a peça, a contratação de profissional para auxílio da turma e as demais desenvolturas necessárias a uma exemplar peça teatral.
    1. Será fornecida lista de presença ao líder da turma para aferir a participação dos demais alunos nos encontros necessários para os ensaios das peças;
    2. O representante da turma deverá apresentar ao professor quinze minutos antes da apresentação um relatório destas atividades com detalhamento para cada função exercida por cada um dos membros da turma, bem como a lista de presença aos ensaios e outras atividades desenvolvidas.
    3. Para a organização das atividades não será permitido a utilização de horários de aula, seja do professor Ronaldo Galvão ou de qualquer outro.
    4. Inclui-se neste quesito a utilização física do espaço destinado a peça deixando-o devidamente apto e organizado após a apresentação.
  15. Para o critério “pontualidade” será observado o desenvolvimento do cronograma de atividades para a apresentação da peça bem como o início no horário determinado para sua execução.
  16. O critério denominado “público” será aferido com o número de pessoas presentes a cada uma das apresentações.
    1. Para tal, a publicidade junto a faculdade e sociedade em geral será observado.
    2. Em todas as apresentações será disponibilizado no saguão do teatro lista de presença para cada uma das turmas e tal freqüência será levada em conta neste critério para a respectiva turma.
  17. As notas serão disponibilizadas através do Portal FAPAM somente após a apresentação da última peça teatral.
  18. A nota será única para todos os alunos da turma, ressalvada a disposição abaixo.
  19. Deverá constar no relatório de atividades fornecido pelo representante de turma o nome dos alunos que em nada contribuíram para os trabalhos realizados.
    1. O aluno que assim proceder terá a nota decotada, ou seja, não aferirá nenhum ponto daqueles 15 a serem distribuídos;
    2. Não será aplicada atividade extra àquele aluno que não participar da atividade proposta.
  20. Não haverá substituição desta atividade avaliativa por nenhuma outra.
    1. A turma que optar por não apresentar a peça indicada, deverá comunicar o fato ao professor até 20 dias após a informação da presente atividade.
    2. Optando por apresentar uma peça com referencial em outra obra literária, deverão os alunos apresentar obra do mesmo ciclo literário da sugerida pelo professor;
    3. No caso a alínea anterior a justificativa deverá ser apresentada em até 15 dias da apresentação desta atividade.
  21. O local e horário de apresentação será de conhecimento prévio dos alunos.
    1. No dia 9 de fevereiro um representante de cada turma reunidos com o professor, fará o sorteio da ordem de apresentação das peças.
  22. Cronograma das atividades:
Data Atividade
De 2 a 6 de fevereiro Apresentação da atividade pelo professor aos alunos
16 a 20 de fevereiro Comunicação ao professor da desistência de participação da atividade OUIndicação de outra obra de mesmo ciclo literário para apresentação com a devida justificativa.
9 de fevereiro Sorteio da ordem de apresentação
1 de maio Abertura oficial com reapresentação da peça “Trilogia Tebana” pelos alunos do Sexto Período.
2 de maio Apresentação da peça
3 de maio Apresentação da peça
15 de maio Apresentação da peça
16 de maio Apresentação da peça
17 de maio Apresentação da peça
22 de maio Lançamento das notas
De 18 a 22 de maio Reflexões com os alunos sobre os resultados obtidos

 

  1. O presente regulamento poderá ser alterado no todo ou em parte pelo professor que fará comunicar ao representante da turma e afixará no quadro de avisos de cada sala e bem como no website (ronaldogalvao.com.br) as alterações e/ou adendos havidos.
  2. Eventuais questões surgidas neste regulamento devem ser sanadas com o professor de forma oficial, através de e-mail enviado pelo representante da turma.
  3. Este regulamento ficará disponível nos quadros de aviso de cada uma das turmas bem como no website do professor, sendo, pois, público e do conhecimento de todos os alunos.

 

Recomendações de sucesso percebidas em outras peças:

  1. Parceria com ator experiente para colaboração na elaboração de texto e arte
    1. Barato, e sai do perigo do amadorismo
  2. Utilização de recursos visuais e de palco simples e criativos
    1. Poupa gastos, e valoriza o aluno/ator
  3. Não leitura de texto durante as apresentações
    1. Cansativo, e não apropriado para teatro
  4. Sonoridade da voz para o público
    1. A última fileira do teatro deve ouvir bem os atores
  5. Muitos ensaios
    1. A perfeição não se faz de instante
  6. Boa e formal comunicação com o professor pelo representante da turma
    1. Evita contratempos
  7. União da turma
    1. Unidos e deixando desavenças de lado: sucesso garantido

 

One thought on “Regulamento do teatro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *